O presidente da CPI, vereador Antônio do Egito, membro vereador João da loja o relator vereador César Barros, concluíram o relatório final da CPI. O relatório foi lido e discutido no plenário da Câmara de Vereadores na última sessão realizada segunda-feira dia 31/07/2017. Os vereadores da comissão concluíram que diversas irregularidades foram encontradas nas folhas de pagamentos tais como: indícios de funcionários fantasma, servidores em desvio de função; gratificações e horas extras concedidas de forma irregular; funcionários sem localização entre outros. O relatório foi encaminhado ao Prefeito do município e aos órgãos competentes para uma investigação mais aprofundada, já que os vereadores da comissão alegaram que não foi enviada nenhuma documentação por parte do executivo e as testemunhas convocadas na maioria das vezes se apegaram ao direito de permanecerem caladas. Mesmo assim através das folhas de pagamento enviadas pelo tribunal de contas foram obtidas as provas e os indícios do relatório, disse o vereador e relator Cesar Barros.

O Presidente Vereador Djalma Loureiro, disse que o relatório encontra-se a disposição dos demais vereadores para apreciação e aguarda o posicionamento dos mesmos para a instauração ou não de um pedido de afastamento preventivo do prefeito, por ter obstruído através de sonegação de informações ao andamento da CPI.